“Como não descontar a ansiedade na comida” entrevista com a nutricionista Priscila Barbosa

Olá meus amores, hoje nosso papo é sobre algo diferente do que vocês estão acostumados a ver por aqui, mas, é tão comum e presente na minha vida que eu preciso compartilhar com vocês.

Faço acompanhamento nutricional com a Priscila há quase 1 ano e, apesar  de nunca ter exposto as minhas crises de ansiedade (até então), descobri que é algo mais comum do que eu pensava e, que uma das principais consequências é descontar em comidas (não saudáveis ou em uma quantidade absurda) quando nossa saúde mental não anda bem.

Foi por isso que procurei a Pri e, decidi ter um bate-papo importantíssimo com ela: “Pri, quando eu estou em crises de ansiedade, ou quando algo na minha vida não anda bem, eu não consigo seguir com o plano alimentar, sempre como alguma coisa que não devo, principalmente doces”, nossa conversa começou assim.

À seguir um bate-papo completíssimo com a Pri (instagram: @pris.nutri, vocês têm desconto em consultas com ela, se disserem que viram pelo blog):

Maysa: Quando saímos exageradamente do plano alimentar, como voltar?

Priscila: Primeiro de tudo, nós precisamos entender que o segredo está no equilíbrio. Precisamos trabalhar a nossa mente, mudar “a chavinha” e entender que está tudo bem em termos deslizes e escorregadas! Isto faz parte do processo, não podemos deixar o sentimento de culpa tomar conta de nós. Afinal, nós e quem devemos controlar as situações. Existem algumas coisas que podem ser feitas para dar uma amenizada quando isto acontece. Vamos lá?

– retire do cardápio tudo que está sobrecarregando seu organismo. Alguns exemplos: carne vermelha, açúcar, farinhas brancas e produtos industrializados no geral, preferindo alimentos frescos (incluindo saladas e frutas)

– Agora que você deu uma “desintoxicada” no organismo, é hora de eliminar! Através da ingestão de água, e também indico alguns chás que ajudam na queima de gordura, facilitam a digestão e ajudam na retenção de líquidos. Alguns exemplos: chá de hibisco, chá de cavalinha, chá verde. Mas cuidado com o excesso!

– outra dica seria consumir alimentos “termogênicos” – que irão aumentar a temperatura corporal, acelerando o metabolismo, e aumentando a queima de gordura. Alguns exemplos: Pimenta, óleo de coco, canela, gengibre.

– Por último, mas não menos importante: a prática de atividade física! Você não precisa esperar o seu corpo ser desintoxicado, e o metabolismo ser acelerado, pra iniciar exercícios físicos. Isto deve fazer parte da sua rotina, deve tornar-se um hábito, e você manter esse ritmo!

 Maysa: Quais alimentos diminuem a vontade de comer doce?

Priscila: Antes de mais nada, quem me segue há um tempo, sabe o quanto eu já falei sobre este assunto: AÇÚCAR! O açúcar vicia até 8 vezes mais do que cocaína, isso é comprovado: quanto mais você come, mais  você quer comer.
Infelizmente, este processo de desmame demora em média de 45-60 dias. E essa vontade, só será diminuída, com a redução do consumo do mesmo.
Existe um aminoácido chamado TRIPTOFANO, presente em alguns alimentos que ajuda a saciar essa vontade, pois ele age na produção de serotonina, além de reduzir o estresse e ansiedade. Vou citar alguns exemplos:

– aveia, banana, maçã, canela, grãos no geral e castanha do Pará;

Já pensou que delícia montar uma taça com essas frutas, aveia, canela, e um iogurte ?

Algumas dicas também são válidas:

– tenha sempre por perto chicletes sem açúcar;
– mexa-se! Você sabia que o exercício físico, estimula a produção de hormônios responsáveis pela sensação de bem estar, o mesmo causado pelos doces? 😮
– evite ter doces na sua frente, tente mudar o seu foco, sua visão para outro lado
– faça refeições fracionadas – se você fica muito tempo sem se alimentar, quando a fome dispara você logo sente vontade de doce e carboidratos

Maysa: Existem alimentos que diminuem a ansiedade?

Priscila: Sabemos que a ansiedade provoca uma bagunça nas emoções, e ainda reflete negativamente em nossa saúde. Quando em excesso, ela gera uma sensação de mal estar e te impede de levar uma vida leve por conta da angústia de algo que ainda está por vir. E muitas pessoas, acabam tendo ataques de gula e descontando esse sentimento.
E a alimentação pode te ajudar com isso sim! Alguns alimentos contém vitaminas e aminoácidos que agem diretamente diminuindo o estresse e consequentemente a ansiedade, aumentando os níveis de SEROTONINA (hormônio responsável pelo bem estar e relaxamento).
Vou citar alguns alimentos que ajudam:

– Frutas cítricas: Devido a alta concentração de VITAMINA C, que promove o bom funcionamento do sistema nervoso e aumenta a sensação de bem estar. Em quadros de estresse e ansiedade, vitaminas e minerais sofrem uma queda em suas quantidades, por isso, a importância na reposição pra evitar carências.

– O aminoácido triptofano, como já dito anteriormente. Então, consumir alimentos que possuem quantidades significativas, faz total diferença!

– Carboidratos 😮: Por elevar o nível de açúcar no sangue, eles promovem produção de energia, bem estar e disposição. Mas, prefira os integrais (que possuem um índice glicêmico menor do que os carboidratos simples). Exemplos: pães , arroz, massas, batata, entre outros

– Chocolate 🍫: Rico em flavonóides (antioxidante que favorece a produção de serotonina). Dê preferência aos chocolates amargos, pois possuem maior quantidade desse antioxidante, além de serem menos calóricos. A recomendação diária é de apenas 30gr por dia 😭🤤

Em resumo, consumir alimentos ricos em triptofano e que aumentam a produção de serotonina

Espero que vocês tenham gostado da entrevista, eu já comecei a colocar em prática todas estas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *